Por Luis Gustavo Prim.

O Supremo Tribunal Federal decidiu, em 26 de outubro de 2023, que os bancos e demais instituições financeiras podem retomar imóveis dados como garantia em empréstimos imobiliários, sem a necessidade de decisão judicial, em caso de não pagamento.

Referida orientação do Supremo acaba por validar a Lei nº 9.514/1997, que prevê a garantia da execução extrajudicial nos contratos que possuem alienação fiduciária para a aquisição e garantia dos imóveis. Por conseguinte, em caso de inadimplência, é possível que o credor tome o imóvel e o leve a praça (modalidade de hasta pública) para pagamento da dívida.

Desta forma, no prazo de 15 (quinze) dias, o devedor é intimado a purgar a mora e, acaso não purgue, a propriedade é transferida ao credor. Após isso, o imóvel é submetido a praça no prazo de 30 (trinta) dias.

Ainda, caso o imóvel não seja arrematado e, hasta publica, pode o devedor conseguir reaver a propriedade de seu bem, desde que adimpla com o pagamento de todas as pendências, inclusive honorários do leiloeiro.

Quanto aos bens conhecidos como “de família”, estes igualmente ficam submetidos a essas regras, ou seja, não estão amparados pelo direito de impenhorabilidade, desde que a dívida objeto do questionamento seja oriunda do financiamento imobiliário daquele imóvel.

A Cassuli Advocacia e Consultoria permanece atenta as movimentações que o assunto em questão suscita e fica a disposição para esclarecimentos.

Últimos Insights



DOMICÍLIO JUDICIAL ELETRÔNICO: EMPRESAS TEM ATÉ 30 DE MAIO PARA SE CADASTRAREM

Por Aline Winckler Brustolin Woisky. O Domicílio Judicial Eletrônico, regulamentado pela Resolução n.º 455/2022 e pela Portaria n.º 29/2023, ambas do Conselho Nacional...

Continue lendo

A IMPORTÂNCIA DA APROVAÇÃO ANUAL DE CONTAS PARA SOCIEDADES EMPRESÁRIAS

Por Isadora Erbs. As sociedades empresárias, por força de lei, são obrigadas a realizar a assembleia dos sócios (art. 1.078 do Código Civil) ou assembleia geral...

Continue lendo

FGTS DIGITAL – ENTENDA AS MUDANÇAS

Por Graziele Cristina Pedro. A implementação do FGTS Digital representa mais um avanço significativo na modernização dos serviços públicos no Brasil. Com a crescente...

Continue lendo